O que é inbound marketing e como começar a usá-lo na sua empresa?


Para quem trabalha com marketing digital, implementar o Inbound Marketing é um dos grandes desafios atuais. A estratégia pretende substituir a lógica do marketing tradicional, que interrompe o dia a dia do consumidor para vender produtos que poucas vezes interessam, como fazem os intervalos comerciais na televisão ou mesmo alguns anúncios de vídeo no YouTube.

Já o Inbound Marketing traz uma nova perspectiva. Quer saber como começar a usar esta estratégia no seu negócio? Acompanhe este post para entender melhor:

O que é Inbound Marketing?

Não é por acaso que os bloqueadores de anúncios na internet estão se proliferando — ninguém tem paciência para tanta publicidade intrusiva. É nesse cenário que o Inbound Marketing vem ganhando força. Nesse novo conceito, a melhor publicidade é um bom conteúdo, que acompanhe as diferentes fases da jornada de compra do consumidor:

  • Atração (usuários se tornam visitantes do seu site);

  • Conversão (visitantes se tornam leads);

  • Venda (leads se tornam clientes);

  • Engajamento (clientes se tornam promotores da sua marca).

Por que o Inbound Marketing é importante?

O Inbound Marketing ajuda a sua empresa a estar presente em todo o processo de compra de maneira relevante. Você atrai o interesse com conteúdos que ajudam a resolver problemas e auxiliam na decisão de compra.

Com isso, ganha confiança, reputação, satisfação e engajamento.

Quais os primeiros passos para implementar o Inbound Marketing?

Se você quer começar a trabalhar com Inbound Marketing, não pense que basta produzir alguns posts para o blog e pronto. É preciso estruturar e planejar o caminho para que a estratégia dê resultados. Confira agora os primeiros passos:

1. Estabeleça objetivos e metas

Dentro de um período estabelecido, defina qual o seu objetivo principal e quantos visitantes, leads e/ou vendas quer alcançar. Números e prazos são importantes nesse momento.

2. Defina a(s) persona(s)

Personas são clientes fictícios que ajudam a personificar aquele público que você pretende atender. Elas são a base para a criação dos conteúdos, já que é mais fácil escrever para uma pessoa específica em vez de um grupo genérico.

3. Planeje os conteúdos

Pense no que você vai produzir para cada etapa do funil de vendas. Conforme o amadurecimento do consumidor na jornada de compra, suas necessidades vão mudando e, portanto, a abordagem do conteúdo também deve evoluir com ele.

4. Escolha as ferramentas adequadas

Cada ferramenta pode ser mais eficiente em determinada etapa. Para a Atração, posts no blog e redes sociais podem ser mais úteis. Já para a Conversão, webinars, e-books e landing pages são mais interessantes. No caso da Venda, o e-mail marketing funciona melhor. Para o Engajamento, eventos e conteúdo personalizado dão conta do recado. Essas são apenas algumas dicas — explore as ferramentas conforme seus objetivos.

5. Identifique os canais certos

Sua persona deve revelar onde o público está presente, quais redes sociais utiliza, quais sites acessa e quem são seus influenciadores. Essas definições ajudarão a escolher onde seu conteúdo será divulgado para atrair mais visitantes que sejam qualificados para o seu negócio.

6. Crie a conexão entre Marketing e Vendas

Em muitas empresas, as equipes de Marketing e de Vendas não costumam conversar. Porém, para o Inbound, essa conexão é essencial. Por exemplo, o marketing precisa saber se as leads geradas estão qualificadas para a compra. Se não, é preciso rever a nutrição de leads.

7. Comece a produzir

Depois de planejar sua estratégia e estruturar sua equipe, é hora de começar a produzir. Crie conteúdos interessantes, prazerosos e úteis, que resolvam as “dores de cabeça” da persona. E lembre-se: não escreva mais do mesmo — a internet já está cheia disso, então se destaque com um diferencial, com a sua criatividade, sua experiência e seus cases.

E você, quer implementar o Inbound Marketing no seu negócio?

CLIQUE AQUI E SOLICITE UMA PROPOSTA


Featured Posts
Recent Posts

Agência Afiliada